O Sedu Digital aplica anualmente a ferramenta Guia Edutec nas escolas da rede estadual de ensino do ES. Trata-se de ferramenta online de gestão e pesquisa, desenvolvida pelo Centro de Inovação para a Educação Brasileira - CIEB, aplicado nas escolas com mais de 50 estudantes (399 escolas), possibilitando medir o nível de apropriação tecnológica, tanto da rede quanto de cada escola, em relação a 4 dimensões:

Compreensão da escola acerca do potencial das tecnologias para a educação e o quanto são inseridas no seu planejamento, tanto nas ações administrativas quanto pedagógicas.

Habilidades e competências que diferentes atores precisam ter para o uso adequado das tecnologias na educação, nas práticas pedagógicas, com os alunos e também nas ações administrativas.

Acesso e uso de programas, aplicativos e conteúdos digitais usados na instituição escolar, tanto nas ações administrativas quanto no pedagógico.

Disponibilidade e qualidade de computadores e outros equipamentos na escola, além do acesso e qualidade da conexão com a internet.


De acordo com as respostas das escolas no Guia Edutec 2019, a rede estadual do ES subiu um nível na adoção de tecnologia em relação ao ano de 2018. A dimensão menos desenvolvida nas escolas estaduais continua sendo a VISÃO. É fundamental buscar o equilíbrio entre as quatro dimensões.

Acesse o resultado detalhado do Guia Edutec 2019.

Analisando o resultado do estado e também de cada escola e, tendo como meta o nível avançado na adoção da tecnologia nas escolas até 2022, foi pensado grandes áreas de intervenção (prioridades), conectadas com as políticas da Secretaria Estadual, visando promover a cultura e a fluência digital com foco na aprendizagem dos estudantes e desenvolvimento profissional dos professores.

As prioridades e ações do Programa Sedu Digital são, então, definidas anualmente a partir destes resultados e organizadas pelas dimensões que estruturam o Programa, constituindo o Plano Estadual de Inovação e Tecnologia.

Acesse o Plano aqui ou clique na imagem ao lado.

As ações definidas para a Dimensão "Competência" do Plano Estadual são norteadas pelo resultado do mapeamento do nível de competência digital desenvolvida pelos professores da rede, envolvendo 3 áreas e 12 competências. Para mapear estes dados, a Sedu utiliza a ferramenta Autoavaliação de docentes, desenvolvida pelo Cieb.

As ações do Plano Estadual norteiam e orientam as escolas na elaboração dos seus Planos Escolares de Inovação e Tecnologia. Para isso, foram criadas 16 prioridades, 04 para cada uma das Dimensões citadas, constituindo o PLANO ESCOLAR DE INOVAÇÃO E TECNOLOGIA. Caberá às escolas, a partir da sua devolutiva do Guia Edutec, selecionar 01 ação de cada dimensão e mais 01 ação da dimensão que apresentou pior resultado no último Guia Edutec.


Cadernos Orientadores

Para assessorar as unidades de ensino foram criados "Cadernos orientadores", em PDF, contendo informações e referências para a execução das ações previstas em cada uma das 04 prioridades de cada dimensão. Espera-se que estes materiais ajudem às escolas a avançarem nas Dimensões, em especial na que obteve o pior resultado em 2019, considerando que em 2021 o Guia Edutec será aplicado novamente, visando observar o quanto as escolas avançaram na apropriação tecnológica.

Clique nos links correspondentes às prioridades que compõem o Plano Escolar de Inovação e Tecnologia da unidade de ensino, baixe os cadernos para estudos e selecione as atividades mais adequadas para a sua escola. Os demais cadernos também estão disponíveis.

DIMENSÃO VISÃO

PRIORIDADE A: Implementar o uso de tecnologias no Plano de Ação da escola, visando melhor gestão administrativa e pedagógica.

PRIORIDADE B: Reorganizar e ressignificar os espaços escolares visando à inovação metodológica por meio também das metodologias ativas.

PRIORIDADE C: Garantir participação dos estudantes (representações dos líderes de turma ou outro) nas decisões relativas ao uso de tecnologia na escola.

PRIORIDADE D: Fazer uso de ferramentas digitais para melhor comunicação entre professor x aluno e escola x família.

DIMENSÃO COMPETÊNCIA

PRIORIDADE A: Mapear as competências tecnológicas dos profissionais da escola e identificar os professores TIC (com mais domínio da tecnologia).

PRIORIDADE B: Planejar e desenvolver competências tecnológicas dos professores e equipe gestora.

PRIORIDADE C: Desenvolver competências tecnológicas e socioemocionais dos estudantes.

PRIORIDADE D: Identificar e compartilhar práticas pedagógicas da escola que usam recursos tecnológicos.

DIMENSÃO CONTEÚDOS E RECURSOS DIGITAIS

PRIORIDADE A: Potencializar o uso de Plataformas de conteúdos digitais para enriquecimento curricular.

PRIORIDADE B: Adotar o uso do Sala de Aula Virtual e de outras ferramentas digitais de comunicação, interação e produção de conteúdo para a aprendizagem.

PRIORIDADE C: Participar de programas da Sedu para superação de defasagens educacionais (Pré-ENEM Digital, Reforço Escolar) e também de outras ações por meio do acesso à plataformas digitais.

PRIORIDADE D: Desenvolver atividades que despertem a curiosidade e promovam a proficiência e protagonismo dos alunos no uso de tecnologias: arduino, programação, aprendizagem criativa.

DIMENSÃO INFRAESTRUTURA TECNOLÓGICA

PRIORIDADE A: Mapear e divulgar equipamentos e conexão internet que os estudantes possuem.

PRIORIDADE B: Mapear equipamentos em funcionamento e conexão internet disponível na escola e socializar com a equipe escolar.

PRIORIDADE C: Reorganizar os equipamentos tecnológicos da escola em espaços que proporcionem experimentação, criação e novas aprendizagens.

PRIORIDADE D: Investir em conectividade e equipamentos tecnológicos na escola.